'; Grupo Desportivo de Chaves
GD Chaves 0-0 SC Braga | Vitória voltou a escapar
2017-03-12 00:00:00

Valentes Transmontanos contaram com várias oportunidades para abanar as redes da baliza visitante, mas a bola insistiu em não entrar e obrigou o Desportivo a contentar-se com um ponto.


Ricardo Soares mexeu no onze para defrontar o Sporting de Braga, quarto classificado do campeonato que conta com o antigo treinador do Desportivo, bem como outros três jogadores que saíram de Chaves para Braga no mercado de inverno. Nuno André Coelho, Ricardo, Davidson e Patrão foram titulares nos Valentes Transmontanos, que não contaram com Fábio Martins e Pedro Tiba, emprestados pelos bracarenses.


O Desportivo de Chaves quis assegurar o regresso aos triunfos o mais rápido possível e contou com uma oportunidade de ouro aos 18 minutos, onde Patrão disparou de fora da área, mas a bola foi embater com estrondo na barra. Na sequência da jogada, um defesa bracarense tirou o “pão da boca” a Rafa dentro da área e cedeu um canto.


O Sporting de Braga respondeu com perigo aos 30 minutos, graças a um remate de fora da área, que ainda desviou num jogador, mas Ricardo estava atento e assinou uma excelente defesa. Ainda antes do intervalo, Braga antecipa-se ao ex-jogador do Chaves Assis e cruza para dentro da área, onde apareceu Davidson a desviar para a baliza, mas Marafona conseguiu tocar na bola e ceder o canto.


No segundo tempo, o Desportivo de Chaves continuou à procura dos três pontos e, aos 59 minutos, Patrão disparou de fora da área, a bola levou um efeito traiçoeiro, mas acabou por sair ligeiramente ao lado da baliza. Pouco depois, nova oportunidade para Braga, que recebeu um cruzamento de Rafa e disparou forte, mas o guarda-redes visitante conseguiu segurar o esférico. Ainda durante a hora de jogo, o conjunto azul-grená contou com mais uma oportunidade por Batatinha, que entrou durante o segundo tempo, e rematou para defesa de Marafona.


Nos minutos finais houve duas oportunidades, uma para cada lado, que poderiam ter quebrado o nulo no marcador. Primeiro os bracarenses contaram com um cabeceamento de Rodrigo Pinho, que saiu desenquadrado e sem perigo para Ricardo. Na resposta, Bressan cruzou a bola para dentro da área na sequência de um livre, mas o ligeiro desvio que a bola sofreu não foi suficiente para enganar o guarda-redes do Braga.


Com este empate, o Grupo Desportivo de Chaves volta a pontuar dois jogos depois e encontra-se agora com 33 pontos e, à condição, no sétimo lugar da Primeira Liga. Estiveram no Estádio Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira 4640 Valentes Transmontanos a dar todo o seu apoio ao Desportivo.


Carlos Pires: “A haver um vencedor, era o Chaves”


O treinador de guarda-redes dos Valentes Transmontanos fez o rescaldo ao empate contra o Braga, assinalando que o Desportivo “fez um bom jogo contra uma boa equipa”. “Demonstrámos que em casa somos muito fortes e que, a haver um justo vencedor, eramos nós”, afirmou. Acerca das várias oportunidades criadas pelo Chaves, Carlos Pires lamentou os poucos golos marcados pelo conjunto azul-grená. “Não temos concretizado. Esse tem sido o nosso mal. Tivemos três resultados negativos que, se calhar, não eram negativos neste momento. Mas fizemos um bom jogo hoje”, ressalvou o técnico.


Colaborador: João Alves

Galeria

 
Parceiros